sexta-feira, 28 de dezembro de 2012

E para terminar o ano em grande

Acabei de chegar do dentista porque ando com uma moinha na gengiva, ao pé de dum dente que me deu muitas dores há cerca de um ano e meio (felizmente está óptimo).

Tenho apenas um traumatismo na gengiva provocado por alguma coisa que comi (e que não me lembro o que é que foi).

Como andou a mexer, estou um bocado sensível e sem vontade de comer.

E a ironia é que hoje trouxe um bolinho de chocolate para o lanche da equipa e estou sem vontade de lhe dar uma trinca.

Dormir em beliches

Por uma questão de falta de espaço, o quarto dos rapazes tem um beliche.

Em casa dos Avós, também se optou por montar o beliche (que já tinha sido do Pai e do Tio).

Em nossa casa, apenas houve uma noite em que dormiram juntos (e só demos por isso quando os fomos acordar). Pelo que parece queriam ficar juntinhos.

Hoje de manhã quando liguei para saber dos rapazes, a Avó disse-me que as duas últimas noites tem havido festa no quarto deles...

Na noite anterior, foram dar com o mais novo na cama do irmão. Esta noite, o mais velho quis descer e dormir com o H. Tentativa falhada porque os Avós deram por isso a tempo.

Resultado: com tanta festa, hoje de manhã dormiram até bem mais tarde que o normal (até os Avós se deixaram adormecer).

quinta-feira, 27 de dezembro de 2012

Saudades

Nós sentimos saudades deles. Muitas!

Eles sentem saudades de... voltar à rotina deles e ao espaço deles.

Por muito bom que seja estarem com os Avós (que apesarem de serem Avós os mantêm na linha), ao fim de uns três dias começam logo a perguntar quando é que vêm para casa.

E o planeado é eles só virem na 2ª feira (e ainda não está decidido se vamos dar um pulinho aos Avós durante o fim-de-seman). E a passagem de ano não vai ser em nossa casa, o que vai fazer com que só na terça-feira é que vão matar as saudades todas. Dia 2 é dia de voltar à rotina, ou talvez não.

Figuras

Já por aqui disse que os putos adoram ir cortar o cabelo e que vão sempre com o Pai.

No fim de semana passado, fomos ao cabeleireiro da terra dos Avós.

Senta-se o mais novo na cadeira todo contente da vida e a cabeleireira pergunta-me:

C. - Mãe, então pode ser máquina 5 em baixo e com a tesoura em cima?
Mãe. - Pai, podes dizer como é que é o corte do H.?
E depois de ver um ar espantado na cabeleireira - Quem vai cortar o cabelo com eles é o Pai, vim hoje apenas para fazer companhia (e matar as saudades de uma semana).

E o mais novo continua com o cabelo de bebé.

quarta-feira, 26 de dezembro de 2012

E acabei de me lembrar

Que mais uma vez não fotografei as prendinhas que fiz para dar.

Quem passa por aqui e recebeu, que tal tirar umas fotos e enviar-me? Agradecida!

E terminando as festividades do Natal

Começamos a pensar no que vamos fazer para a Passagem de Ano.

Vai ser caseiro, mas o almoço de Ano Novo é em nossa casa, pelo que estou a analisar receitas simples, mas saborosas.

Do Natal

Muito bem passado com a família.

Os miúdos estavam excitadíssimos e a partir das 23 foi um corre-corre para ver as horas e saber quantos minutos faltavam para o Pai Natal chegar.

Prendinhas Q.B. (se bem que algumas um pouco desnecessárias).

Muita roupinha que o mais novo delirou.

Mas o que realmente interessa é que estivemos todos juntos.

Hoje os Papás regressaram ao trabalho e os Filhotes continuam com a Avó.

Escusado será dizer que apesar de se terem deitado perto das duas da manhã, às nove já estavam a bater à porta do nosso quarto.

segunda-feira, 24 de dezembro de 2012

Feliz Natal

Estamos todos juntos em casa dos Avós Paternos.

Família, Amor e Paz é tudo o que queremos.

Os doces estão feitos. O peru já está no forno. O bacalhau também faz parte do menu.

Gozar estas horas sem pensar no menos bom e aproveitar para Amarmos os que estão presentes.

sexta-feira, 21 de dezembro de 2012

Desabafo

Desisto de lutar por quem não quer.

Pena ser na altura em que é.

E esta é a última vez que falo no assunto.

E estamos quase

A magia do Natal está a chegar.

Este ano, ao contrário dos anteriores, não pusemos as prendas debaixo da árvore conforme fomos comprando.

Só ontem é que embrulhei as que não vieram embrulhadas das lojas (não tenho paciência para ficar nas filas apenas para embrulharem os presentes).

Hoje vamos ter com os miúdos para um fim-de-semana de quatro dias e viver o espírito de Natal. Vamos estar em Família! Partilhar a Solidariedade. E fomentar ainda mais o Amor e a Amizade.

quinta-feira, 20 de dezembro de 2012

Telegrama

Putos continuam nos Avós felizes!

Pais divididos entre trabalho, jantares, mimos, compras e prendas.

terça-feira, 18 de dezembro de 2012

Isto está bonito, está!

Nos últimos anos tenho estado em projectos multinacionais.

Como tal, a língua oficial é (ou deveria ser) o inglês.

Já por diversas vezes, em conversas fora do trabalho, dou comigo a pensar/iniciar a resposta em inglês.

Ultimamente tem sido na escrita. Começo uma palavra em Português e termino em Inglês. Às vezes sai uma mistura tal que tenho que rever o texto duas e três vezes.

Ainda não passaram 48 horas

E estou cheia de saudades deles!

Sei que estão bem. Que se estão a divertir.

Têm saído com os Avós e estão em contacto com os animais (ontem foram comprar comida para os três coelhinhos que deram aos Avós).

Deitam-se mais tarde que o habitual. Dormem até quererem.

Falam ao telefone e contam tudo e mais um par de botas.

Nota-se que estão satisfeitos por estarem de férias (apesar do mais novo ter resistido um pouco, mas quando teve a certeza que o irmão também ía, esqueceu-se das saudades todas do que ficava por cá).

E eu não me habituo à ausência deles e continuo a dar comigo a pensar em ir espreitá-los a dormir sempre que passo pela porta do quarto deles.

segunda-feira, 17 de dezembro de 2012

H., o desenrascado

Os rapazes estão de férias nos Avós (precisam de sopas e descanso).

Hoje de manhã, a Avó começou a ouvir alguém no quarto a desarrumar tudo. Espreitou e foi dar com o mais novo de voltas do roupeiro, à procura do carregador da Nintendo (dentro da mala da roupa).

E qual foi a primeira coisa que os Pais fizeram quando fecharam a porta? Ir ver que filmes é que estavam em exibição, claro!

Da festa de Natal

A melhor que assisti.

Para além das actuações dos rapazes (lindos!), o ponto alto foi esta cena:

Meninos dos três-quatro anos a cantarem uma canção.

Menina que decidiu cantarberrar a canção toda (doutra forma não se ouviam).

Menino ao lado ficou incomodado e decidiu começar a dizer-lhe para não gritar. Como a menina continuava na sua cantoriagritaria, levou com um encontrão mais zangado.

E gaja que é gaja não se fica e vai de partir para a estalada!

O Pedido

de Natal do mais novo:

Em conversa com o Pai.

H. - Papá! Tu e a Mamã voltam a casar-se e pões a tua sementinha na Mamã. Depois a barriga dela cresce e ela fica gorda (adorei este detalhe). Depois nasce uma Mana para eu brincar!

Como se fosse assim tudo tão simples!

sexta-feira, 14 de dezembro de 2012

O fim de mais um período

Termina hoje o primeiro período de mais um ano escolar.

Amanhã temos as festas de Natal. De manhã a do mais novo e à tarde a do mais velho.

À noite vão à bola com o Tio e o Avô.

Domingo vão de férias para os Avós.

Andam cansados. Todos os dias de manhã há pedidos para dormirem mais um bocadinho.

O mais velho já soube as notas e está igual ao que sempre foi (e estava mais feliz a Professora ao dizer-me do que ele).

O mais novo está muito agurmentativo. De dia para dia consegue dizer mais  facilmente as palavras mais difíceis.

quinta-feira, 13 de dezembro de 2012

O mais velho e o que vai aprendendo

Como já referi, no terceiro ano estão a dar o corpo humano.

A juntar à matéria dada nas aulas, ao livro do corpo humano que pediu e que lê e relê, às perguntas que faz constantemente, agora estáestamos a devorar esta série:

Reciclagem

Em casa há muito tempo que temos o hábito de reciclar.

Nos primeiros anos havia alguma resistência (ainda vivia com os meus Pais), uma vez que os eco-pontos não eram muitos e havia alguma preguiça para transportar os sacos até aos respecitvos.

Nos nossos dias, pelo menos a avaliar onde eu moro (sei que há sítios em que é preciso ir de carro até aos eco-pontos), esta preguiça não se justifica. Na nossa rua, temos por cada três caixotes de lixo residual, um vidrão, um papelão e um plasticão (?). No nosso caso, temos um caixote do lixo com duas divisórias para as embalagens e para o papel. No caso dos vidros, quando há, colocamos um saquinho ao pé do nosso eco-ponto.

Este ano tivemos um pedido adicional: no colégio pediram para enviarmos o lixo reciclável para poderem fazer trabalhos (e há tantas ideias giríssimas).

Todas (ou quase todas) as segundas-feiras levam os saquinhos com papel e/ou com embalagens que fomos juntando ao longo da semana. Também temos a discussão de quem é que entrega, apesar de ter explicado inumeras vezes que vai tudo parar ao mesmo sítio e que todos beneficiam do que cada um entrega.

No fim de semana passado o mais velho veio com um pedido: "levar os boiões de plástico de fruta". Por norma, a fruta cá em casa é do mais natural possível (tirando uns pêssegos em calda que temos para as emergências ou para uma salada de frutas que eles [e nós] adoram!). Mas também dizemos que um dia não são dias, e por isso quando fomos às compras trouxemos um conjuntinho de três potinhos de fruta (que eles não conheciam e ficaram fãs).

terça-feira, 11 de dezembro de 2012

Há dias complicados

Os Manos cá de casa adoram-se, mas há dias...

Quando os fui buscar ao colégio, vieram o caminho todo a implicar um com o outro.

Chegamos a casa, e eles foram para a sala brincar e ver televisão. Passado um bocado oiço o H. a chorar muito.

Vou à sala e vejo o F. sentado no sofá a "prender o burro".

Perguntei o que se passou e parece que estavam a brincar quando o mais novo deu um murro ao irmão. Este por sua vez também lhe deu um murro.

Foram os dois para a cama de castigo para pensar no que tinham feito.

Passado um bocado o Pai foi espreitá-los e reparou que o H. estava a ficar com a cara inchada. Um pouco de gelo e rapidamente ficou recuperado.

Suspeito que este foi o primeiro de muitos murros.

Ainda tenho muito para fazer

Mas está a dar um gozo enorme fazer as prendinhas.

Estas vão para duas meninas que ocupam os corações dos nossos pequenos.


E não vou ter tempo para recuperar das horas de sono em falta.

segunda-feira, 10 de dezembro de 2012

Finalmente

Comecei a fazer as prendas de Natal.

A lista é longa para ter tudo pronto em duas semanas. Vão ser umas noites com poucas horas de sono, mas que muito gozo me vão dar.

Tanta coisa que se passou

Tivemos um fim de semana em cheio!

Matar saudades do mais novo.

Brincar, brincar, brincar.

Ida ao concerto dos Xutos e Pontapés (estreia do mais velho nestas andanças). Inesquecível!

Fomos ao cinema ver o filme "Os Guardiões". Muito bom!

Sestas no domingo à tarde.

Lanches com a família.

Começar a fazer as prendas caseiras para dar no Natal.

sexta-feira, 7 de dezembro de 2012

Semana atribulada

A juntar ao mais novo que foi para os Avós para curar uma gastroentrite:

- O mais velho teve um pesadelo e agora não quer ir dormir para a cama dele (mas que remédio tem ele, se não ir para a caminha dele);

- O Pai e a Mãe estão com trabalho até mais não;

- O temporal de ontem à tarde-fim-de-tarde-noite-a-dentro encharcou a mãe por todos os lados;

- Desapareceu o casaco do mais velho no colégio;

- Andamos os três meio perdidos porque sentimos falta do mais novo (que pelos vistos chegou a casa dos Avós e anda porreiro da vida);

Finalmente, hoje é sexta-feira!

quarta-feira, 5 de dezembro de 2012

Comprei

Esta mantinha no fim de semana passado e está mais do que aprovada!


Afinal

O rapaz não está tão bem quanto esperavamos.

Por volta das 13, ligaram-me a informar que o H. tinha vomitado o almoço e estava um pouco murchinho (e que havia mais casos no colégio).

Fui buscá-lo. Já estava mais bem disposto. Mas não esteve 5 minutos acordado a ver os desenhos animados.

A Tia-Madrinha levou-o para casa dos Avós. Vai ficar até ao fim da semana.

Que raios! Logo na semana em que não podemos mesmo faltar ao trabalho.

Melhor

Passou uma noite um pouco agitada. Entre pedidos de água e idas à casa de banho, fomos dormindo os dois.

Hoje conseguiu comer e não vomitou o pequeno almoço. Apenas se queixou com um pouco de dores de cabeça.

O Pai perguntou-lhe se queria ir para o colégio e disse logo que sim.

Chegou ao colégio e arrancou logo para a sala acompanhado pelo seu amigo M. J..

A Educadora tem indicação para me ligar se ele ficar murchinho ou voltar a vomitar.

terça-feira, 4 de dezembro de 2012

Co-sleeping

Não somos adeptos.

Cada um tem a sua cama e dorme muito bem nela.

Nunca fomos de ficar com eles na hora de dormirem. Desde cedo que era maminha, fraldinha mudada (se necessário), caminha com a sua xuxinha e xauzinho. Se choramingavam porque a xuxa tinha caído, íamos ao pé deles e davamos a xuxa. Por vezes nem falávamos.

Passado oito anos e quase meio, temos a certeza de que o bom senso reina e não nos arrependemos das opções tomadas.

Se eles nunca dormiram connosco? Claro que sim! O mais velho só aparece quando está doente ou, mais recentemente, quando tem pesadelos. O mais novo durante alguns meses foi aparecendo na nossa cama. Primeiro faltavam alguns minutos para o despertador tocar, depois já era uma hora e aos poucos ía sendo mais cedo. Até à noite em que eu me passei e disse-lhe num tom zangada que ele tinha que dormir a noite toda na caminha dele (remédio santo!). Continua a aparecer na nossa cama? Sim. De vez em quando.

Esta noite está a dormir na nossa cama (já a vomitou e não deu por nada). Vai dormir o resto da noite lá. Primeiro, porque não sabemos se é uma virose e queremos tentar que o irmão não fique também doente e segundo, porque assim vou vigiando-o.

Se ele amanhã vai pedir para voltar a dormir comigo? Talvez. Vai depender de como passar o dia (é mesmo gajo quando está doente...). Se o vai conseguir? Tenho a certeza que o bom senso nos vai orientar.

Peidinho amarelo

Vomitou no colégio (uma das vezes apanhou casaco, calças e botas).

Voltou a vomitar em casa (mais uma colcha para mandar limpar).

Agora dorme na cama dos Papás e com a mantinha da Mamã a tapar.


Fim de semana prolongado

Mas que não deu para descansar.

Entre decorar a casa para o Natal, lanches, almoços, visitas para jantar, adiantar sopas, compras, entregas de diplomas, foram três dias em que só me sentei para comer.

E esta noite para ajudar, eram quatro da madrugada e eu de pestana aberta.

Não sou de fazer publicidade

Mas estou rendida às meias da Calzedonia.

Até o Pai, que qualquer coisa lhe sever, assim que tocou num par, escolheu logo mais quatro.

sexta-feira, 30 de novembro de 2012

Canção para irem para a cama

Adoram ouvir e cantar a canção d' Os Caricas "Até amanhã, boas noites".

No outro dia o H. fez birra a lavar os dentes e quando chegou à sala, já tinha acabado.

A Mamã fez magia e passou de novo.

O rapaz dança (ainda em espelho, mas está a conseguir corrigir) a coreografia toda. Um dia faz de Pedro, outro de Clara, etc.

E se até começar a canção aparentam estar excitados, assim que terminam, dão beijinho-beijinho e ala para a cama, para só os ouvir no dia seguinte.

Finalmente

Amanhã vamos decorar a casa para a época.

Vamos como quem diz... vai o Papá e seus príncipes!

Normalmente eu nestes dias prefiro fechar-me na cozinha a preparar os reforços energéticos para eles.

quinta-feira, 29 de novembro de 2012

Acabaram de me ligar do colégio

Felizmente estão bem os rapazes!

Apenas para pedir duas coisas:

1. Estarmos com meia-hora de antecedência no dia da entrega dos diplomas, para não haver atrasos (e não me consigo habituar a este género de pedidos... assunto que dá para muita conversa...);
2. O menino tem que ir muito bonito para ir receber o diploma (já tem vestimenta escolhida, só não vai levar gravata).

Começam hoje

Os testes de avaliação do mais velho. O primeiro é o de Língua Portuguesa (o que é sempre um drama).

Está nervoso. Não sabe se tem tempo para fazer tudo. Sabe que costuma comer letras e palavras. Mas eu também sei que ele com atenção fas sempre o melhor.

quarta-feira, 28 de novembro de 2012

Mau acordar

O mais novo tem acordado de manhã com alguma dificuldade. Nem as cócegas que ele tanto gosta o tem feito acordar melhor.

O facto de acordar sem a parte de cima do pijama e a almofada sem fronha, leva a acreditar que ele tem tido noites mais agitadas (nós não damos por nada).

Hoje custou muito a levantá-lo. Queria porque queria continuar a dormir e tentou voltar-se a deitar umas duas vezes.

Consegui convencê-lo a ir comer e, se fosse rápido, voltaria para a cama depois de se vestir (normalmente já nem se lembra da promessa e hoje não foi excepção).

O problema foi a birra que fez a seguir para comer. Não queria comer e teimava em não comer (o que me põe logo com os nervos em franja). Ignorei a birra e só lhe disse que ou comia, ou ía para a escola sem comer e de pijama (o irmão foi até à porta da escola de pijama uma vez e nunca mais fez uma birra destas). Passado um bocado, apareceu-me com o prato vazio e super bem-disposto.

E não voltou a pedir para dormir, porque entretanto brincar é bem melhor!

terça-feira, 27 de novembro de 2012

A Lili

É uma tartaruga que está na sala do mais novo (e que muito me faz recordar as quatro tartarugas que tive, mas que acabei por dá-las por terem ficado enormes).

As crianças têm que lhe dar de comer e mudar a água do aquário feito com material reciclado.

O H. adora a tartaruga e já a apresentou a todos.

Hoje foi a vez do Mano ir à sala (que também foi a dele) conhecer a Lili (e matar saudades do cantinho que já foi dele).

sábado, 24 de novembro de 2012

E continua a chuva

E nós nas limpezas, arrumações, estudos, comidas.

Para o almoço fiz um arroz de tamboril delicioso (muito longe que  minha Avó fazia) .

Agora para o lanche saiu um bolinho tipo pão de ló que já desapareceu mais de metade (nesta casa os bolos não arrefecem inteiros...).

Com tanta chuva

Aproveita-se e ficamos em casa.

O mais velho tem testes para a semana e o mais novo trouxe uma vela em cartolina para decorar.

Por limpezas em dia e fazer comida especial que só apetece em dias de chuva.

sexta-feira, 23 de novembro de 2012

4:40 da manhã

Ouvimos o mais velho a chamar pelo Pai. Mais um pesadelo.

Depois de o sossegar, o Pai trouxe o rapaz para a nossa cama (não é norma dormirmos com os miúdos, salvo quando estão doentes ou, mais recentemente, quando há pesadelos).

Tentei abraçá-lo e deixá-lo adormecer aninhado ao meu colo, mas o rapaz já está grande... muito grande.

Pouco depois das 6 o Pai levanta-se e o F. acordou (e eu também). Começa o F.:

F.: Mamã, já sei porque é que o coração bate mais depressa.
Eu: Filhote, ainda estou a dormir. Falamos depois.

Ele virou-se e adormeceu novamente. Eu já não consegui.

Estou a adorar o entusiasmo com que o rapaz anda a fazer perguntas sobre o corpo humano. Já a Professora dele diz que se fosse por vontade dos alunos, só se falava disso nas aulas.

Mas que começa a cansar, começa...

quinta-feira, 22 de novembro de 2012

Que engraçadinho que ele está!

Ontem no fim do jantar...

F.: Papá, posso sair? (referindo-se, claro, a sair da mesa)
Pai: Sim.
F.: Então até logo! (começa a distribuir beijinhos ao Pai e à Mãe) Vou ter com a minha namorada!

Cantorias

No início do mês tivemos um casamento e uma das músicas que passaram foi "Cinderela" do saudoso Carlos Paião.

Os Papás e os Tios cantaram a música e os Pequenos, principalmente o F., também tentaram acompanhar.

Esta semana, fui acordá-los e o F. começou a cantar:

Então,
Bate, bate coração!
Louco, louco de ilusão!
A idade assim não tem valor.
Crescer,
Vai dar tempo p'ra aprender,
Vai dar jeito p'ra viver
O teu primeiro amor.

Há melhor acordar que este?

Hoje

Começa a 5ª temporada de Jogo de Audazes:

~
Tenho é que ter qualquer coisa que me ocupe enquanto estou a ver. Como começa às 22:30, já estou mais virada para o vale dos sonhos.

quarta-feira, 21 de novembro de 2012

Das séries da televisão

Temos algumas séries de eleição e que normalmente contamos os dias para ver um novo episódio (não somos dos que preferem papar as séries todas duma vez, apesar de por vezes ser um bocado frustrante).

A que temos agora na agenda e que não falhamos episódio (até temos a gravação agendada, nºao vá haver algum precalço) é a Falling Skies:


Mau, mau foi esta semana preparamos tudo para assistir a mais um episódio e, sem qualquer aviso, o mesmo não deu. Espero que não tenha sido cancelado...

terça-feira, 20 de novembro de 2012

Uma boa notícia

O mais novo não precisa de fazer Terapia da Fala.

Após avaliação particular (sim, a avaliação que foi feita no rastreio do colégio é para esquecer), o H. está perfeitamente desenvolvido para a idade, tendo tido quase 100% nos testes realizados.

Efectivamente nas últimas semanas temos sentido melhorias na fala e um aumento no esforço dele para repetir as palavras difíceis.

Temos que continuar a batalha para ele deixar de falar à bebé, elogiando o quanto ele está crescido. Como se ele não falasse nisso constantemente, mas é mais fácil continuar a ser bebé...

Como gosto muito de partilhar

Hoje partilho uma dor de cabeça.

segunda-feira, 19 de novembro de 2012

Pior que as birras das crianças

é a birra dos adultos!

Pesadelos

Não sei se porque eles não são dados a pesadelos, se por tentarmos ter sempre um fim de noite o mais calmo possível, mas contam-se pelos dedos duma mão as noites em que acordamos porque eles têm um pesadelo.

O F. só me lembro de ele acordar a chamar por nós já com uns 6 aninhos, e o H. penso que nunca acordou aos berros. É certo de vez em quando aparecem lá pela nossa cama e pedem para se deitar connosco, mas rapidamente adormecemos e não fazemos referência ao que os acordou.

Ontem viemos de mais um fim de semana nos Avós. Para aproveitar ao máximo, ficamos sempre para jantar e como eles rapidamente adormecem, a viagem faz-se num instante.

Ontem de repente o mais novo começou a choramingar e a agarrar-se ao pézinho. Viro-me para tentar perceber o que se passa e ele começa a esticar a mãozinha para mim, como a pedir ajuda. Tento dar-lhe a mão e vou falando com ele calmamente. E tão depressa começou a choramingar, tão depressa voltou a calar-se.

Hoje de manhã falei com ele sobre isso e ele nem se lembrou. Terá sido algum pesadelo?

Começaram

As dores de cabeça.

As dores de ouvidos.

As dores de barriga.

As más disposições.

Bastou falarmos nos testes e começou a chorar.

Ele sabe a matéria na ponta da língua. Está constantemente a falar nela, mas parece que herdou o nervosismo pré-testes.

E ainda faltam 10 dias para começarem os testes.

sexta-feira, 16 de novembro de 2012

E a pergunta final

Depois da conversa de manhã, à noite, já deitadinho na sua cama:

F.: Papá, tu colocaste o teu pénis na vagina da Mamã?
Papá: Sim. Caso contrário tu e o Mano não existiam.

Acho que ele ficou assim com a ideia que é um bocado nojento... tem ainda muito tempo para perceber bem a coisa! Como adoro a ainda inocência do meu Bebé Grande!

Já tivemos que explicar que não pode estar sempre a usar as palavras de eleição das últimas conversas a torto e a direito.

quinta-feira, 15 de novembro de 2012

Não estava preparada

para este tempo...

Saí de casa com sol, combinei ir almoçar com uns colegas e pelas 12:30 recebo uma chamada para cancelar o almoço. Quando olho para a janela estava quase de noite... até liguei ao marido a confirmar se de manhã quando saímos estava sol!

E eu que estava a contar com o solinho para secar a roupa que deixei a lavar e que o marido iria estender na rua quando fosse almoçar...

O Corpo Humano

Atenção, pessoas mais sensíveis, podem ficar sensibilizadas com os temas abordados.

No plano curricular de Estudo do Meio do terceiro ano está o ensino do Corpo Humano.

Já se falou sobre os Aparelhos Digestivo, Respiratório, Circulatório, Urinário e agora está no Reprodutor (os ossos e os músculos, só no próximo ano).

Durante esta aprendizagem, o F. não se cansa de falar, perguntar, comentar, aplicar os seus conhecimentos no dia-a-dia e até já dei com ele a fazer desenhos dos vários aparelhos.

Sempre que aparece em algum desenho dos órgãos, algum risquinho, sombra, tubinho ou outra coisa qualquer que não esteja devidamente identificada, pergunta a todos (o que vale é que temos uma Tia-Madrinha enfermeira e um Avô médico para tirar as últimas dúvudas).

Agora relativamente ao Aparelho Reprodutor, já percebeu que é necessário "colocar a pilinha na vagina" para que os espermatozóides se encontrem com o óvulo. Com a já habitual curiosidade que tem demonstrado nos últimos tempos, tivemos de manhã esta conversa no carro:

F.: Mas basta colocar apenas uma vez o pénis na vagina para a mãe engravidar de nove bebés, não é?
Pai.: É difícil uma Mãe gerar 9 bebés duma só vez, mas não é impossível.
F.: Mas pode ter um e depois outro e depois outro...
Mãe: Não estou a perceber bem a pergunta. Explica melhor o que queres dizer...
F.: Então, a Mãe da T. C. (que já vai com 6 filhos!) colocou apenas uma vez o pénis na vagina e vai tendo os bebés.
Mãe: Não filhote! Os espermatozóides não vivem muito tempo fora do corpo do homem.

E lá ficou a pensar no assunto. Suspeito que as perguntas ainda não acabaram por aqui...

quarta-feira, 14 de novembro de 2012

Mudança de hora

Já sei que foi há mais de duas semanas, mas o relógio da cozinha ainda estava por acertar.

Está num local alto em que só se chega subindo a uma cadeira (não somos muito altos e a casa tem umas paredes altas...).

Por várias vezes pensei em subir à cadeira, mas vem-me sempre à ideia que quando acertamos o relógio, passado uns dias (quando não é mesmo horas) temos que voltar a subir à cadeira para trocar a pilha.

Hoje pensei que o melhor seria mesmo acertar o relógio, o mais certo era a pilha ainda durar até à próxima mudança de hora.

Relógio acertado e colocado na parede, cadeira arruma e dou uma última miragem para confirmar se o dito cujo estava direito quando reparo que o ponteiro dos segundos estava parado!

Da próxima vez (daqui a seis meses) vou com a pilha já pronta para fazer a troca.


Já começaram a ver

O catálogo de brinquedos.

Cada um tem o seu e está devidamente identificado pelos seus nomes.

O mais velho seleccionou apenas 33 brinquedos duma assentada.

O mais novo está há dois dias de volta do catálogo e caneta em punho a seleccionar os que quer. Acho que vai acabar por escolher todos. Sempre que marca um diz:

"Vou ter este!"

E ouve logo como resposta:

"Tu gostavas de ter esse. Vamos a ver o que o Pai Natal te vai trazer."


E que bem que sabe

Começar o dia com boas notícias!

Saí do colégio com um sorriso de orelha a orelha na cara.

Desejo as maiores Felicidades D. e P.!

terça-feira, 13 de novembro de 2012

Como começar bem o dia

Filho mais velho enquanto lava os dentes ouve na rádio que as mulheres são muito distraídas (não sei qual o contexto). Sai da casa de banho, chama-me e conta que ouviu, terminando com:

"Mas tu não és distraída! Adoro-te!"

E foi o melhor abracinho que recebi hoje!

Tenho que me sentar

e começar a fazer as prendinhas de Natal.

Urgentemente!

Onde anda o verão de São Martinho?

Só me apetece estar no sofá com muitas, muitas mantinhas...

E sair da cama logo pela manhã?

segunda-feira, 12 de novembro de 2012

Uma pequena visão do que nos espera

Esta fim de semana fomos a um casamento.

Rapazes, Pais e resto da Família vestidos a rigor (confesso que por mim os rapazes não tinham levado gravata, mas estava a provar o meu fato quanto eles viram e pediram para levar - ficam lindos como tudo, mas pronto).

Comes e bebes antes da ida para a igreja. Assistimos ao casamento. Seguimos para a quinta (choveu imenso durante o dia todo) onde já estavam a preparar o almoço para os mais novos. Jantar e finalmente abriu a pista para a malta dançar.

Pois que o mais novo sempre foi de "abanar o capacete" quando ouve uma musiquinha. O mais velho, que nos dias em que há as aulas de hip hop queixa-se sempre que é obrigado a participar (quando não é apanhado a jogar na nitendo que a sua-mais-que-tudo leva para o colégio - nem imaginam como eu abomimo tal brinquedo e seus semelhantes), surpreendeu-nos pela positiva. Várias vezes se agarrou a nós para dançar e até chegou a imitar coreografias conhecidas.

Já pertinho da meia-noite, decidimos que era mais do que horas para irmos para casa. As crianças já começavam a acusar o bastante cansaço que tinham (só pararam um pouco para almoçar). Todos vestidos com os casacos, mantas e mantinhas e vamos despedir dos noivos (agora casados). Resto da Família arranca sala fora, Pai combina ir buscar o carro para mais perto e Mãe olha em volta à procura de seus Filhotes. E onde estavam eles? De volta para a pista para dançar mais um pouco...

Domingo o mais velho acordou pelas 10 horas, os Pais perto das 11 e o mais novo foi acordado pelas 11:20. Na véspera acordaram a meio da noite, foram para a cama dos Avós e nada de voltarem a dormir.

O mais velho e os estudos

Por enquanto o F. tem demonstrado que aprende muito facilmente, não necessitando de ler muitas vezes.

Aliado a isto, tem também curiosidade em aprender mais do que é dado na escola.

Há uma pergunta que ele ainda não conseguiu descobrir sózinho, por muitos livros que já tenha lido tanto em casa, como nos Avós: Como é que as baleias respiram quando dormem? (Pronto, já andei há procura e as baleias e os golfinhos descansam metade do cérebro de cada vez e assim "lembram-se" que têm de respirar - respiração consciente).

E ontem, enquanto andava há procura num outro livro, descobriu que os cavalos marinhos machos ficam grávidos!

E o que já nos rimos porque um colega dele diz que os testículos são os pulmões da pilinha, perdão, do pénis!

sexta-feira, 9 de novembro de 2012

Provou no colégio

O H. provou no colégio e já pediu para comprar.
A ver se a romãzeira da Avó tem.

Já?

Ainda mal fez os oito anos e já está com crises de pré-adolescência???

O fim de semana está a chegar

E temos um casamento que se adivinha muito abençoado!!!

Não perdoam nada...

Ontem estive a trabalhar até tarde num cliente longe.

Telefonei para casa quando estava a sair para avisar que demorava mais uma meia-hora.

Atendeu o mais velho. Que delícia ao telefone!

Apanhámos mais trânsito do que contávamos e acabei por chegar a casa 8 minutos mais tarde.

Mais velho: Demoraste 38 minutos a chegar a casa!

A ver se não me esqueço desta quando for ele a chegar depois da hora combinada...

Anedota contada pelo mais velho


"Sabes o que é que o livro de matemática diz ao livro de língua portuguesa?
- Não venhas com histórias porque eu estou cheio de problemas!"

Chorei a rir ao jantar.

quinta-feira, 8 de novembro de 2012

terça-feira, 6 de novembro de 2012

Dia longo...

Hoje o meu dia vai terminar perto das 23 (espero...).

Não vou ver os meus filhotes. Não vou saber como lhes correu o dia, nem quais as peripécias que lhes aconteceu.

Dei-lhes um beijinho bem apertado e disse "até amanhã".

segunda-feira, 5 de novembro de 2012

É que hoje é mesmo segunda feira

Comecei por ver que estava sem bateria no telemóvel. Lembrei-me de ir buscar o carregador e guardá-lo na mala.

Estou a chegar ao trabalho e reparo que não trouxe o telemóvel.

Tenho uma consulta marcada para as 9:30. Vou a correr e quando chego lá tenho o seguinte recado: "A Drª ligou a dizer que está doente. Tentou ligar-lhe mas tem o telemóvel desligado."

Combino com um colega irmos almoçar às 13. Chego à porta e espero. Encontro uma colega e peço-lhe para lhe ligar: "Fartei-me de te ligar, mas tens o telemóvel desligado. Vim andando para cima."

Durante a tarde não me chegou nenhum email a reclamar, mas não me farto de pensar que é nos dias em que não trago telemóvel que todos e mais alguns me tentam ligar.

E pouco passa das 17 horas e olho para a rua e está escuro, escuro... mesmo bom para deprimir...

Ups!

Estamos os quatros à entrada duma grande superfície com brinquedos a admirar as caixas de Legos expostas.

Filho mais novo (alto e bom som): Hoje não vesti as cuecas!

Pais espreitam para dentro das calças e confirmam.

Pai olha para a Mãe com ar: "Mas não lhes vestiste as cuecas?"

Mãe: Disse-lhes para irem buscar à gaveta! (O rapaz às vezes é tão despachado que tem dias que se antecipa a nós na hora de vestir.)

Entretanto mudamos para a loja ao lado (roupa para criança) porque a confissão anterior fez lembrar que o mais velho precisa de reforço das ditas. Enquanto o Pai fica a pagar, a Mãe muda de loja e leva o mais novo.

Na nova loja (apenas de meias) começa o mais novo:

- Mamã, vens comprar cuecas para ti? (a loja só tem meias!) Eu hoje não trouxe cuecas!!! (onde é que anda o buraquinho que eu não o encontro nem por nada???)

4 dias

de muito descanso, muito teatro, muitos filmes, muitas compras, muita festa, muita comida, muita família e muito Benfica!

Quinta-feira fomos ver no Tivoli a peça Viagem Pelo Corpo Humano (recomendamos!). À saída comemos umas belas castanhas assadas.

Na sexta feira, os pequenos foram para o e nós tinhamos um dia de férias marcado para pôr alguns afazeres em dia.

Sábado foi dia de muito passear: piscina logo pelas 8:30 para acordar bem, seguido de lanchinho com os Avós e Tio, compras para os putos, almoço em casa dos Tios-Avós, tarde numa festa de anos, passámos por casa dos Avós para descansar um pouco antes de irmos ver o Benfica e chegada a casa (completamente estourados, mas Felizes) pelas 23:00.

Domingo foi mais caseiro. Ainda fomos almoçar fora e fizemos algumas compras, mas depressa regressámos a casa. Passámos a tarde a ver filmes.

quarta-feira, 31 de outubro de 2012

O dia das bruxas

Ontem o F. disse que queria ir mascarado para o colégio.

Não tinha nada preparado e nem ele sabia muito bem o que queria (no fim de semana ainda falou em ir de fantasma, mas acabámos por não ter tempo para ver se havia alguma coisa à venda, nem de idealizar/fazer alguma coisa).

Entretanto, o H. começou a gostar da ideia da máscara (se tu vais, também quero ir).

Como tinha que sair, levei o mais velho para escolher uma máscara. Corremos o centro comercial e apenas uma loja é que ainda tinha algumas máscaras para vender (nas outras, quase que se passa despercebido que hoje é o dia das bruxas), mas nenhuma foi do agrado do mais velho.
Voltamos para casa de mãos vazias e com um grande tristonho.

Hoje acordaram bem dispostos e sem se lembrarem de que ía haver festa no colégio.

Sei que o mais nono não ficou tão assustado como no ano anterior, mas quando viu a Educadora na sala, agarrou-se logo à perna dela.

Não ligo nada a estes eventos.

terça-feira, 30 de outubro de 2012

Do dia de amanhã

Estão a preparar festa no colégio.

E o mais novo ontem passou o dia a segredar à educadora: "eu tenho medo das bruxas".

segunda-feira, 29 de outubro de 2012

Da Escola Virtual

O mais velho adora fazer os trabalhos lá. Tanto os que são programados pela Professora, como os que lá se encontram como auxiliares.

Faz mais depressa estes, do que os dos livros.

E quase que é preciso tirar um curso para perceber a coisa.

Expressões nossas

Quando há casos na família em que se fica muito branquinho e com umas olheiras até ao joelho (estado em que andou o mais novo), costumamos chamá-los de "peidinho amarelo".

Não sei se foi por não perceber bem o que estavamos a dizer, se foi para dizer que não gostava da expressão, o mais novo dizia que já se sentia melhor e que já não era um "patinho amarelo".

Da mudança da hora

e aliado ao facto de ter estado quase uma semana muito mimelas:

Na hora de tomar banho, berrou chorou o tempo todo porque não gosta de tomar banho.

Antes do jantar, berrou chorou porque não gosta de peixe e que só queria arroz com salsichas (mas está de dieta).

Durante o jantar (salmão com arroz), a comer sózinho, diz entre uma garfada e outra:

- Mamã, foste tu que fizeste? Está muito bom!

E limpou o pratinho todo.

Notícias nossas

Após umas noites em branco para dar assistência ao mais novo (acumuladas com as noites mal dormidas à conta da tosse) estamos, finalmente, a recuperar.

Ontem o H. já saltava, corria e brincava.

Agora só falta mesmo recuperar o peso que perdeu (e eu perder o que ganhei).

quarta-feira, 24 de outubro de 2012

Chuva

E que bem que sabe estar dentro de casa, no conforto e quentinho, e vê-la a cair lá fora.

Viroses

Andam cá por casa a chatear o meu bebé pequenino.

Na segunda feira saiu do colégio calado. Não quis falar nada na viagem para casa e queria vir ao colo.

Assim que entra em casa põe as mãozinhas na boca. Perguntei se queria vomitar e acenou com a cabecita. Quase que não teve tempo de chegar à casa de banho.

Ficou branquinho, branquinho. Deitou-se na caminha dos Papás e passado um pouco veio ter comigo a queixar-se que lhe doía o cérebro.

Muito mimo e uma sopinha depois, tomou um ben-u-ron e foi para a cama. Agarrou-se ao meu pescoço e não levou dois minutos a adormecer.

Ontem ficou por casa com o Papá. Hoje está com a Mamã.

Não voltou a vomitar, mas continua a queixar-se com dores de barriga. Nessa altura chega a chorar de lágrima.

Como está sózinho (sem o irmão que sofre por passar o dia inteiro longe), tem aproveitado para pôr a brincadeira toda em dia.

E eu que há duas semanas que pouco tenho dormido à conta da tosse alérgica, tenho a acrescentar um piolho que acorda à uma da manhã e que se enfia na nossa cama.

segunda-feira, 22 de outubro de 2012

Um dos frutos favoritos do mais velho

Lambe-se todo!

6 meses depois

do rapaz ter sido operado, chego à conclusão que tem medo dos barulhos.

Não quer puxar o autocolismo porque faz barulho.

Não quer jogar alguns jogos que têm temporizadores porque fazem barulho e "fui operado aos ouvidos e não posso ouvir estes sons!"

O que me ri com esta justificação!

E no domingo

Como estava o tempo farrusco, e eu com uma vontade enorme de me enrolar nos cobertores, optámos por ficar em casa.

Aproveitámos para lhes abrir os jogos que receberam pelos anos.

Eles são muito amigos

Disso não tenho qualquer dúvida.

Mas andam tão implicativos um com o outro! Não há paciência!

Num momento estão muito cumplices, e no segundo seguinte já andam a oferecer murros de mão fechada!

Acabei por ir às urgências

No domingo de manhã, apesar de me sentir melhor, acabei por ir às urgências.

Tinham passado 5 dias de tomar o xarope e a tosse continua por cá. Apesar das crises serem menos frequentes e de ter pouca especturação, a sensação de cansaço aumenta e as poucas horas de sono já estavam a dar das suas (e a prova foi na sexta feira terem pagado em mim e obrigado a fazer uma pausa à conta do mau feitio).

Fui logo atendida e encaminhada para tirar um raio-x ao tórax. Não acusou infecção pelo que a tosse é apenas alérgica (eu bem digo que aos 36 mudamos muito...). Demora a passar. Venho com a indicação de continuar a tomar o xarope e também um anti histamínico.

Estou melhor, mas mesmo assim, adormecer é complicado. Ontem às 1:30 da manhã tive um ataque de tosse tal que acabei por vomitar. O que sossega? Uma colher de café de mel.

sábado, 20 de outubro de 2012

Sábado caseiro

Saímos de manhã para a piscina (parece que eles acordaram ainda não eram seis da manhã).

Voltamos a sair para dar uma voltinha num parque ao pé de casa (e o mais velho espalhou-se ficando com a mão toda esfolada).

De resto temos estado a ver televisão, a brincar, a dormir e a estudar.

sexta-feira, 19 de outubro de 2012

O stress ao fim do dia

Enquanto não chego ao colégio para os ir buscar, ando num grande stress. Se o metro fica parado mais um minuto numa estação começo logo a fazer contas a quem ligar.

Ontem assim que cheguei à paragem assustei-me com a quantidade de pessoas que aguardavam. Felizmente chegou logo o metro e entrei.

Duas paragens depois e as portas abrem, fecham, abrem, fecham, abrem, fecham, abrem, fecham... até que se ouve o pedido para os passageiros saírem do metro. Avaria numa porta. E enquanto tento sair da carruagem, começo logo a passar-me com a educação de uns e outros. Todos temos horários a cumprir. Todos queremos chegar cedo a casa. Todos estamos cansados. Cada um sabe de si e tem que gerir a sua própria vida. Mas o simples facto de ficarem parados à porta da carruagem (para serem os primeiros a entrar) e não deixarem sair quem ainda lá está não vai adiantar de nada. Só aborrece ainda mais. Só faz atrasar ainda mais.

O metro acabou por arrancar, mas completamente vazio. Só ao terceiro que passou é que consegui entrar.

É este o meu stress todos os dias. Tenho uma folga de 20 minutos. E ontem essa folga não chegou.

Felizmente o Pai conseguiu ir ter com os pequenos. Ontem foi dia de convívio com uma escritora. Já não cheguei a tempo de assistir. Só mesmo de pagar os dois livros para eles. Pediram um autógrafo. Eles felizmente partilham tudo. Até mesmo os autógrafos.

Chegamos a sexta-feira

E estou cansada.

Bastante cansada.

E reflete-se no trabalho.

E já vieram reclamar comigo.

Nem o almoço surpresa com malta porreira me animou.

Espera-me um fim de semana caseiro para recuperar forças.

quinta-feira, 18 de outubro de 2012

Acordar e

... ouvir o som da chuva nos estores;

... sentir-me quentinha entre os lençóis;

... ver que ainda faltavam alguns minutos e que me podia esticar mais um pouco.

Acordei hoje assim, um pouco mais bem disposta.

E quando deixa de haver diálogo

Temos que tomar as decisões apropriadas.

Damos razão a quem já tentou resolver o mesmo problema e que acabou por cortar laços.

Vinte anos é muito tempo. Mais de metade da minha vida.

O mais novo ainda não é tão crescido

Quando vamos a arrancar de carro e damos com uma Educadora com ele e de chapéu aberto para dar um beijinho à Mãe e de beicinho pronto a chorar.

Aproveitando que vai sempre com o irmão deixar a lancheira no refeitório, não temos esperado para o último beijinho.

A ver se consigo convencê-lo a dar antes de fugirem para dentro do colégio.

O mais novo está crescido

e agora bate com a cabeça nas maçanetas das portas por onde passa.

quarta-feira, 17 de outubro de 2012

Leituras do mais velho

Nas últimas semanas quando pede para sair da mesa depois de terminar o jantar, tem-se deitado no sofá a ler mais um pouco um dos livros do Gerónim Stilton. Também pode variar entre um livro de dinossauros, ou um sobre a natureza.

Tentamos que se vá habituando a ler um pouco antes de dormir.

E a cumplicidade que há quando o mais novo se deitar ao lado a ouvir a história?

Leituras

Terminei o segundo livro das Cinquentas Sombras de Grey:




E estou agora a ler este:

terça-feira, 16 de outubro de 2012

Os famosos TPC's

Agora também são virtuais.

E ontem lá andámos às aranhas para enviar o trabalho de Estudo do Meio.

segunda-feira, 15 de outubro de 2012

Quero

O meu sofá!

A minha mantinha!

O meu saquinho de sementes!

A pouco mais de dois meses

do Natal, estou a começar a pensar nas prendinhas que vou fazer.

Já apetece

estar deitada no sofá enroladinha na mantinha (já tinha ido buscar uma fininha, ontem fui buscar uma mais grossinha).

É que não chego a demorar 5 minutos a adormecer.

Lenga-lenga

O mais novo aprendeu este fim de semana a dizer:

"O rato roeu a rolha da garrafa do rei da rússia."



E diz todo contente, cada vez mais com confiança.

Do fim de semana

de três dias para os Papás.

Muito passeio pelo nosso Alentejo.

Descanso pelo Algarve.

Almoço em Espanha.

Ida a banhos.

Muita comida.

Regresso a casa.

Esperar pelos filhotes que foram passar o fim de semana com os Avós e Tia.

Tirando a tosse que não me largou, e estivemos no paraíso.

quinta-feira, 11 de outubro de 2012

E um mês depois de ter começado mais um ano letivo

Ainda não consegui parar com as compras do material escolar para o mais velho.

Um dos livros de inglês ainda não chegou, com a desculpa que são editoras estrangeiras. Os ditos têm que vir de contentor e sabe-se lá quando é que o mesmo está cheio para fazer a viagem. A ver se a professora de inglês ainda o tem na empresa dela e assim desisto da encomenda (feita há quase três meses).

Com os de música houve falta de comunicação da editora e escolheram livros que foram descontinuados. No entanto, houve alunos que ainda conseguiram comprar e outros que compraram a nova edição (o nosso caso). A professora devolveu com o recado que tinha que trocar (ainda não tinham sido informados pela Editora). Devolvi os livros e foi feita nova encomenda. Passado uns dias, recebi o telefonema a confirmar que já não há o livro e no colégio confirmaram a existência do problema. Aguardo que confirmem se volto a comprar os outros livros, se a Editora imprime os livros em falta, ou se vai haver uma terceira opção.

Ontem recebi o pedido para a compra de uma gramática (o dicionário já o tinha comprado). Felizmente já consegui reservar e vou buscá-lo durante a hora do almoço.

Pelo meio, há sempre mais um pedido de material.

Mas o que mais interessa é que o rapaz continua a gostar da escola. Nota-se que tem aprendido e, com orgulho (dele e nosso), ensina aos Pais e restante família alguns truques.

quarta-feira, 10 de outubro de 2012

Pode ter os melhores pastéis de nata da zona

Mas o simples facto de sempre se "esquecer" de me dar o troco do café, faz com que deixe de lá ir.

E assim custa menos dizer que não aos ditos!
Longe da vista, longe da minha boquinha!

A um dia e meio

de ir de férias, passear, comemorar o 11º aniversário de casamento, estou com a sensação que me estou a constipar...

Os ciúmes

que andam lá por casa estão a começar a tirar-me do sério.

O mais velho anda muito mimoso. Volta não volta pede colinho. De estranhar porque ele nunca foi de muito abraç, beijo, colo.

 No outro dia aproveitou que o irmão se deitou mais cedo que ele e veio pedir-me para ir com ele para o sofá "namoricar".

Ontem assim que se despachou a jantar, veio para o meu colo com abracinhos e beijinhos.

Quem não nos pode ver assim é o mais novo. Ui! E como não pode vir também, parte para a birra, o que não gostamos (a birra, claro!). E entra num ciclo vicioso. Faz birra porque não pode ocupar o lugar do irmão. Não o deixamos vir quando o irmão sai porque ainda está a fazer birra. A birra piora. Continua a não vir. Depois da birra bem o braço de ferro. Continua a não se sentar ao colo. Acaba por ir para a cama sem o miminho que tanto nos faz bem.

Começa

E depois das consultar de rotina, das consultas extra e das reuniões no colégio, chegaram os eventos:

- Fins de semana carregados de festas dos amigos;
- Fins de dia com eventos organizados pelo colégio.

Concordo com os eventos que o colégio organiza. O problema é o horário. Não dá para ir, mesmo quando agendam para as 18 (é a hora a que eu saio do emprego). E explicar isso aos filhotes?

terça-feira, 9 de outubro de 2012

Ainda há bons vendedores

Ontem precisei de comprar um bloco de papel cavalinho, tamanho A3.

Dirigi-me à área comercial perto de casa e népias. Nem ver.

Depois de jantar, fui a outra área comercial que costuma ter material bom, mas caro. Mesmo assim, como tinha que lá ir tratar doutro assunto, aproveitei e perguntei se tinha:

Eu: Boa noite. Tem Papel Cavalinho tamanho A3?
Sr.: Boa noite. Não.
[Eu faço cara de decepção]
Sr.: Quer dizer, temos. Mas custa 11€ cada bloco. Só se a Sra. estiver muito deseperada. Aconselho a ir procurar noutro lado.
Eu: Hum. 11€ cada?
Sr.: Sim. Mas a Sra. consegue mais barato noutro lado. A não ser que esteja muito desesperada.
Eu: Já procurei noutro lado e não havia. Mas vou tentar então noutro local.

E sim, fui a outra área comercial e saí de lá com um bloco pela módica quantia de 98 cêntimos.

3:30

Hora do mais velho acordar com um pesadelo.

Veio para a nossa cama. Coisa muito rara nele. Só vai quando está a ficar doente. Felizmente esta noite foi só para o mimo.

Dormi mal. Com uma lapa agarrada às costas. Tinha que estar sempre em contacto, caso contrário começava logo a procurar.

Acordou feliz da vida.

segunda-feira, 8 de outubro de 2012

Está na altura

das praxes académicas.

E hoje já vários grupos passaram ao pé da janela para relembrar bons tempos.

Raios

A dor de cotovelo é bem tramada...

Andamos numa luta

Para que o mais novo dobre a teimosia e repita as palavras corretamente:

As deste fim de semana foram:

proibido (poribido - as saudades que vou ter desta palavra)
esquerda (escreda)
cromo (cormo)
autocolante (otoclante)

A ver se o rapaz começa a enfiar na sua dura cabecinha que se colaborar aprende mais depressa.

quinta-feira, 4 de outubro de 2012

O mais velho

ontem vinha feliz da vida.

Desde que o fui buscar e que me pregou um enorme susto e que ele riu a bom rir.

No carro sempre a rir-se, a meter-se com o irmão, a brincar. Com uma paciência enorme para com o Mano.

Até que comentei: "Hoje vens muito bem disposto! Que se passou?"

Ele: "Então Mamã, hoje na escola só tivemos Matemática!*"


* mais as atividades curriculares e extra-curriculares.

Em dia de greve

trabalho em casa.

quarta-feira, 3 de outubro de 2012

Leituras

Terminado este:
Passei para este:

E como sempre, fico presa ao livro desde a primeira página e já a ficar com saudades por ver que já ultrapassei a metade.

Ups

Há três dias que não tenho as unhas pintadas. E se até há uns meses não me preocupava minimanente, agora está a fazer confusão tê-las tão deslavadas.

Logo tenho que arranjar um tempinho para tratá-las.

Eu bem digo que ultrapassada a barreira dos 35 que tudo muda.

Das atividades do mais velho - Parte 3 e última*

Ontem era dia do ténis tanto desejado, chorado e consentido.

A caminho do colégio queixou-se que o amigo T. ía às 5ªs feiras e que o amigo G. ainda não se tinha inscrito. Pediu para também ser à 5ª feira porque assim não brincava com o seu amigo T. Lá lhe disse que não, porque a inscrição à 3ª feira já tinha sido fora do estipulado pelo colégio, que não queria abusar da boa-vontade e que as atividades não são para brincar.

A meio da manhã, liga-me a mãe do G. a dizer que o G. já não tinha vaga para a turma de 3ª feira e que sem o amigo F. que não ía para o ténis. Pediu-me se o F. podia trocar para 5ª feira porque ainda havia vagas nessa turma.

E pronto, mais uma vez os três amigos ficam juntos. E sem querer dizer-lhe que fiz mais uma vez a vontade, o rapaz ficou satisfeito.

* espero!

E não consigo compreender como é que deixam sempre tudo para a última da hora e não ajudam os filhos a superar a sua timidez e e medo de enfrentar os desafios sózinhos.

terça-feira, 2 de outubro de 2012

E de vez em quando o rapaz surpreende

pela positiva.

Domingo o almoço foi bacalhau com quase todos.

E o mais velho quando viu disse:

- Que bom! Gosto tanto de bacalhau!

E comeu tudo rapidamente. Reclamou um pouco com os bróculos. Gosta menos, mas comeu.

Em compensação, o mais novo fez das suas birras para comer.

Quase seis meses depois

de ter sido operado para colocar os famosos tubinhos nos ouvidos, chegou a primeira "reclamação", enquanto aguardávamos pacientemente (duas horas!), na seguinte conversa:

H. - Hoje vamos tirar os tubinhos, mamã?
Eu - Não sei, o Dr. é que te vai dizer.
H. - Vou perguntar ao Dr. se posso tirar os tubinhos.
Eu - Então porquê?
H. - Quero poder tomar banho sem ter que colocar os tampões!

E apesar de estar tudo bem, os tubinhos vão ter que ficar mais uns mesitos.

E o meu filhote é tão responsável! Quando vamos dar-lhe banho, lembra-se logo que não pode entrar na banheira sem os tampões colocados.

segunda-feira, 1 de outubro de 2012

Do fim de semana

Muito passeio, algum descanso, farturas, leituras, filmes, jantar surpresa em casa dos tios-avós, mimos, birras, carinhos, brincadeiras.

Das atividades do mais velho

Conseguimos vaga noutra turma.

O drama transformou-se num sorriso do tamanho do mundo.

sexta-feira, 28 de setembro de 2012

Das atividades extra-curriculares

Ontem chegou o horário das atividades extra-curriculares.

Pretendemos que dêm continuidade às atividades que tinham no ano passado: Judo para os dois e Ténis para o mais velho.

Mas, tem que haver sempre um mas, os horários não são compatíveis. O Ténis ou é no horário do Judo, ou é em cima na Sala de Estudo (maravilhosa hora em que se adiantam os trabalhos de casa*). Já enviei um email a solicitar um horário diferente ou a permitir a entrada noutra turma.

* Não se pense que eu gosto de passar as minhas tarefas para terceiros, mas chegando a casa normalmente pelas 19 e atendendo que os meus filhotes já chegam bastante cansados e que se deitam o mais tardar às 21:30, o tempo que estamos juntos em Família já é, consideramos nós, bastante reduzido. Se ainda tivesse que todos os dias (sim, o terceiro ano é bastante trabalhoso) estar a vigiar a execução dos trabalhos de casa, não sei como iriamos organizar a nossa rotina Familiar. Talvez se arranjasse uma solução, mas estamos bem assim e em equipa que funciona, não se mexe. E sim, os fins de semana dão para pôr os estudos e os mimos em dia.

quinta-feira, 27 de setembro de 2012

quarta-feira, 26 de setembro de 2012

Os meus pés

Estavam tão habitadinhos às sandálias!!!

Agora em sapato fechadinho há pouco mais de 24 horas e doiem-me como tudo!!!

terça-feira, 25 de setembro de 2012

É sempre o meu lema.


Mas há alturas em que é mais difícil lembrar que há um amanhã.

O mês de setembro devia de ser banido do calendário.

Eu bem que tento

Estar das 9 às 18 no trabalho.

O mês de setembro é sempre complicado. Tenho algumas consultas anuais, mais as consultas que têm de ser X meses depois de tratamento/cirurgia, a juntar uma revisão adicional do mais velho. Tentando que seja uma consulta por semana, e já vamos a entrar em outubro.

No meio das consultas de rotina, ainda vêm as consultas de surpresa.

Depois das consultas (que tento que sejam o mais ao fim do dia, mas nem sempre é possível), ainda temos o arranque do ano letivo com as reuniões do colégio.

segunda-feira, 24 de setembro de 2012

Ida ao cinema

Domingo de manhã fui ao cinema com os pequenos.

Já tinhamos combinado ir ver o Brave, mas quando chegámos, a sala estava esgotada (reservada para uma festa de anos).

Comprei os bilhetes para a segunda opção: ParaNorman.


Já tinha visto algumas apresentações do filme, mas sem prestar muita atenção. Resultado: tive que me sentar no meio dos pequenos e dar a mão a cada um deles. O F. até tinha o coração a bater muito acelaradamente.

Do fim de semana

Conseguimos fazer tudo.

A acrescentar que ainda demos um saltinho na Feira da Luz para comer a fartura do ano, enquanto os dois pequenos gozavam do insuflável da festa de anos.

O mais velho quando chegou a casa disse: "Estou estafado!"

sexta-feira, 21 de setembro de 2012

Vamos ter

um fim de semana non-stop.

Cheio de compras, festas, mudanças, arrumações, cinema (espero).

Vamos chegar a segunda feira e com vontade de já ser fim de semana novamente.

quinta-feira, 20 de setembro de 2012

Tenho que mudar a rotina

Agora como não ficam no salão de entrada e vão diretamente para o parque ou salda da brincadeira, já não há beijinhos de bom-dia-até-logo-e-porta-te-bem.

Vai ter que ser enquanto saiem do carro e pegam nas mochilas. Depois disso é vê-los a ir disparados e entrarem nas suas rotinas.

quarta-feira, 19 de setembro de 2012

Do fim de semana

Foi muito cansativo.

Começamos no sábado de manhã com a festinha de anos do H. com os amigos do colégio. Este ano juntámos com outro menino da sala dele.

Depois fomos ver as Estátuas Vivas em Tomar (segundo o meu filhote pequenino, as Estátuas Verdadeiras!). Achei mais fraquinho que do ano passado.

Na minha opinião, o evento perdeu um pouco por estar bastante espalhado. Apesar de Dornes e Almourol serem lindos, a distância que se percorre dum sítio ao outro é enorme (junta-se ainda o preço da gasolina que está sempre a aumentar, mais umas portagens para quem quer viajar mais rápido).

O calor que estava também não ajudou. Tivemos que dividir pelos dois dias.

O F. não teve qualquer problema em se aproximar das estátutas. Já o H. estava sempre a dizer que não tinha medo (para o espantar) até que viu uma das estátuas fingir que cortava a cabeça do irmão. A seguir só se aproximava de mão dada e se tinha um ar menos mau.

Recomeça

Eles (Filhos) terem uma vida social muito mais activa que a nossa (Pais).

No próximo fim de semana o mais velho tem duas festas.

Andam a choramingar há mais de um mês que querem ir ao cinema. A ver se é domingo.

sexta-feira, 14 de setembro de 2012

Da minha forma de ser

Sempre fui muito Maria-rapaz.

Já não sei há quantos anos que não visto uma saia ou um vestido.

Raramente me pinto ou ando com as unhas arranjadas.

Para mim vestir umas calças de ganga e uma t-shirt ou uma camisolona é a roupa ideal para tudo (pronto, devido à minha profissão tenho que ter mais cuidado, mas tento sempre o mais confortável). Junta-se uns ténis e fico na lua.

Este ano experimentei colocar o verniz-gel. Cores sempre do mais suave, passando mesmo despercebido. Confesso, é uma seca estar mais de uma hora no põe verniz e coze no forno. Depois começa a saltar e tempo para fazer o processo todo?

Comprei uns vernizes da moda e lá fui pintando em casa. Com as cores do mais clarinho possível.

Entretanto, tive que ir arranjar os pés (umas calosidades, mais umas unhas partidas à conta das pisadelas dos rapazes). A brasileira esteticista começa a mostrar as cores da moda. Acabei por escolher um vermelho-coral. Enquanto ela pintava, eu lia. Só vi o resultado no fim. E como diz o ditado: primeiro estranha-se e depois entranha-se. E agora não  consigo olhar para os meus pés sem a dita cor.

E dos pés passei para as mãos. E lá ando a pintar as unhas cada 2-3 dias (sim, mal começa a aparecer uma pontinha sem verniz, já não gosto de ver). Fui comprando o material para arranjar as mãos. E demoro tanto ou mais tempo do que quando vou à esteticista.

Nas férias também comecei a pôr uma sombra e rimel. E já raramente venho trabalhar sem estar pintada (o fim de semana é para descansar até a pele).

Vamos ver até quando é que esta vontade vai durar.

E se o meu filho mais novo visse este post diria que é um post "à pirosa"!

Terapia da fala

O H. começou a falar muito tarde. Aliado a este atraso, uma grande teimosia em não querer repetir as palavras e, mais recentemente, a perda de audição aliado às otites cerosas silenciosas (não tinhamos qualquer sinal delas: nem queixas, nem febre).

Ultrapassada a questão das otites e tendo a certeza que ele agora está a ouvir bem, comecei a preocupar-me com determinados erros que ele faz com muita frequencia: troca muito os géneros, sendo que a maior parte das vezes é sempre no feminino:

- Eu sou uma pirosa!
- Eu já não sou tua namorada.
- Foi ela! (referindo-se a um amiguinho)

Não sei se é consequencia de ele brincar muito mais com as meninas da turminha dele ou se há algum problema.
Falei com o colégio no sentido de ele ser avaliado pela terapeuta da fala.

Aguardemos então pelo resultado da análise.

E o muito pouco que li já me fez preocupar bastante. A ver vamos.

A ultimar

Os preparativos para a festa de aniversário do H. com os amiguinhos do colégio.

As prendinhas para dar aos amiguinhos estão feitas.

Logo tenho que fazer uma quiche e um bolo para complementar o lanche organizado pela quinta.

quinta-feira, 13 de setembro de 2012

Livros Escolares

Encomendei os livros do mais velho no fim de Julho.

Tendo em conta que há escolas que só agora é que disponibilizaram as listas, penso que se pode considerar que foi cedo.

No Sábado fui levantá-los e deparo-me que ainda falta um (o que eu não percebo, veio o de fichas, mas do principal, népias).

Terça-feira, vejo que na mochila vieram os livros de música com o recado "Os livros não são estes."! Devia de ter validado quando os comprei.

Ontem fui reclamar o erro e aceitaram a devolução (nem sei se viram que já tinha a etiqueta com o nome).

Perguntei quando é que previam a entrega dos livros. Não se sabe. Sexta feira vão receber uma encomenda da editora. Pode ser que já venha nessa encomenda.

Ou seja, o ano letivo já começou e ainda há livros em falta. E não se sabe quando é que chegam.

terça-feira, 11 de setembro de 2012

Uma das melhores invenções de sempre

Já é o terceiro ano que compro e uso.

Meia-hora para proteger os livros do mais velho. Vale cada cêntimo que se paga.

Ontem foi mesmo

Segunda-feira.

Vir trabalhar para o sítio do costume e não ter sistemas.

Aproveitar e ir ao escritório da empresa para dar uma ajudinha, que terminou depois das 20. Ir para casa de transportes.

Chegar a casa e ver que o jantar planeado ainda estava por fazer. O Pai optou por ir aos restos (do mal o menos, não foi para o arroz com atum ou a massa com salsichas).

Ter que dar a atenção aos dois mais novos, que queriam a atenção a 100% apenas para cada um deles.

Responder ao mais velho porque é que cheguei tão tarde.

Ter que dar mimos ao mais novo porque não conseguia adormecer.

11 de Setembro

Já se passaram 11 anos do terrível ataque terrorista aos Estados Unidos. Muitos mais ataques há que não são lembrados. Muitas mais pessoas que sofrem e que não são consoladas. Muitas vidas que se perdem e que não são lembradas.

Há onze anos atrás estava a passar por uma das fases mais complicadas da minha vida.

E não tem nada a haver com o que se passou nos Estados Unidos.

segunda-feira, 10 de setembro de 2012

O começo de mais um ano

O mais velho no terceiro ano.

O reecontro dos colegas. Conhecer novos amigos.

O mais novo na sala dos 5 anos. O último ano a "brincar".

sexta-feira, 7 de setembro de 2012

O mais novo

ontem pregou um susto no colégio.

Foi à casa de banho (depois de ter pedido) e nunca mais aparecia.

Foram espreitar e sua excelência não estava na casa de banho.

Após uns segundos (que acredito terem parecido uma eternidade) lá o encontraram.

Resumo da história: quando ía a sair da casa de banho viu o irmão passar para o refeitório e foi dar-lhe o abraço-beijinho da praxe. Para ele a coisa mais natural do mundo.

quarta-feira, 5 de setembro de 2012

Não suporto

Pessoas mesquinhas.

Trabalho há mais de uma década e nunca me tinha deparado com a falta de companheirismo, de interajuda desta equipa.

E depois de cinco semanas

Em que raramente se ouvia rádia, o mais velho assim que entra no carro de manhã pergunta:

Mamã, a que horas é que dá o Mixórdia de Temáticas?

terça-feira, 4 de setembro de 2012

Do regresso à rotina

Eles vieram satisfeitos. Não encontraram todos os amigos, mas os poucos que foram deram para matar algumas saudades.

O colégio tem novas regras. Sempre a inovar.

Gosto que as Educadoras estejam mais cedo e durante mais tempo. Há um maior contacto com os Pais. Não sou das que marcam reuniões para saber como andam os pequenos, a não ser que haja alguma coisa que eu considere grave e que tenha que ser discutido. Basta-me encontrar a Educadora ou a Professora para saber como andam. Felizmente até agora não tem havido nada de preocupação.

Gosto menos que já não os vejo a brincar com os amigos quando os deixo. Vão directamente para a sala de convívio até irem para as respectivas salas. Mas sei que eles ficam bem.

segunda-feira, 3 de setembro de 2012

Da relação deles

Penso que é uma relação normal: muito carinhosos por norma, mas de vez em quando o mais velho tem que mostrar quem é que é o mais velho.

Zangam-se algumas vezes.

O mais novo pica muito o mais velho e de vez em quando temos que lhe dar um "puxão de orelhas". Ainda hoje de manhã quando saímos o H. passa pelo irmão e, sem mais nem porquê, deu-lhe uma cotovelada mesmo no estômago e segui a sua vidinha com o ar de safado que tem (e o outro que é um mariquinhas ficou logo agarrado à barriga).

Ontem o mais velho foi convidado para ir passar a tarde a casa dum amigo com direito a piscina. O mais novo não foi convidado porque ainda precisa de apoio dum adulto e como havia mais crianças pequenas, não podia ir.

Como resultado tivemos um bebé menino que fez um esforço enorme por não chorar (a lágrima bem que lá apareceu) e que durante largos minutos não esboçou um sorriso. Só quando lhe prometemos que ía buscar o irmão é que começou a sorrir e a falar.

E depois estava sempre a perguntar: "quando é que vamos buscar o MEU irmão?"

Aos poucos

Vou perdendo os quilinhos que estão a mais.

Mais um quilinho e meio que se foi.

Agora é continuar a cumprir as regras, não fazer asneiras (ai boca! fecha-te pá!) e voltar às caminhadas.

O que mais me custa é ter que fazer a comida e ver os outros a comerem...

E o regresso à rotina

Foi antecipado.

O Avô adoeceu e tivemos que trazer os piolhos para casa mais cedo.

Regressaram hoje à escola.

Estavam a pedí-lo há algum tempo.

Rever os Amigos, a Professora, a Educadora, as Auxiliares.

O mais novo foi para a sala onde o mais velho passou os três anos da pré. E foi engraçado ver o F. a recordar o espaço que agora é do irmão.

Os Pais foram convidados a escrever uma mensagem para os meninos que vão terminar este ano a pré.

sexta-feira, 31 de agosto de 2012

quinta-feira, 30 de agosto de 2012

Leituras

Terminei de ler a Saga da Baía de Chesapeake, de Nora Roberts:



Neste momento estou a ler uma escritora italiana, que também gosto muito - Sveva Casati Modignani:


terça-feira, 28 de agosto de 2012

Dia não

Hoje não está fácil.

O trabalho acumula e aparece a cada 10 minutos mais uma coisinha para resolver. Só que essa coisinha acaba por ser a mais urgente e mais grave e que necessita de mais uns tantos 10 minutos (ou mais). Ou seja, trabalho mais que acumulado.

A ajudar, a moínha na cabeça apareceu e para não se tornar mais uma dor de cabeça acabei por tomar o ben-u-ron (ou similar). Passou a moinha, mas fiquei com a má disposição.

O portátil também não está a ajudar nada.

Só consegui saber novidades dos Pequenos pela hora do almoço.

Vale o jantar de Primos que tivemos ontem e a promessa de um cinema para mais daqui a um bocado.

E tenho tanto que fazer para a festa de anos do mais novo...

segunda-feira, 27 de agosto de 2012

Estivemos

Juntinhos por 2 dias.

Os pequenos continuam as suas férias. Os Papás regressaram ao trabalho

Estavam ansiosos pela nossa chegada. Os dois à janela a ver quando é que o carro aparecia.

Muitos abraços e muitos beijos.

Animação completa.

Pediram para regressar para casa. Têm muitas saudades do cantinho deles. Faltam poucos dias para virem cá de passagem.

Se tudo correr bem, ainda vão mais uns dias para a praia com os Avós.

sexta-feira, 24 de agosto de 2012

Adoro!

Falar com os meus Filhos ao telefone.

O mais velho finalmente fala mais qualquer coisa (sai ao paizinho que só atende o telefone quando não há mais ninguém para o fazer).

O mais novo sempre gostou muito de falar ao telefone. Até mesmo com quem não conhece. E como as saudades devem de estar a apertar muito, têm imensas coisas para dizer. Nem que seja repetir o que disseram na véspera.

Logo

vou abraçar e beijar muito os meus filhotes.

As saudades são mais que muitas. Nossas e deles!

quinta-feira, 23 de agosto de 2012

quarta-feira, 22 de agosto de 2012

Nasceu

Ontem o bebé dos nossos amigos.

Muitas Felicidades aos três!

Começaram a aparecer

As saudades.

Ontem durante a conversa ao telefone:

F. - Papá!!!!! Estou cheio de saudades tuas!

H. - Mamã! Amanhã tens que vir para cá!

terça-feira, 21 de agosto de 2012

Jantar

Ontem tivemos lá em casa um casal amigo para jantar.

Foram umas horas muito bem passadas com alguma ansiedade porque a C. está grávida e já tem algumas contracções. O R. é que está mais nervoso, controlando os minutos.

Recordou-me que há cinco anos atrás também estava na reta final para nascer o meu mais novo.

segunda-feira, 20 de agosto de 2012

E durante uma ida à cama para cumprir um castigo

o mais velho decidiu arrancar um dente que já estava a abanar há algum tempo.



O tio quando viu começou logo com os comentários da Fada dos Dentes. Levou logo de resposta que a Fada dos Dentes não existe (mas que lhe soube bem ver a notinha de 10€ que os Avós lhe deram, lá isso soube...)

Ontem

Aproveitámos os 10% de desconto em cartão e fomos comprar o material escolar para o mais velho.

Cinema

Aproveitando que os filhotes ficam com os Avós mais uns dias, vamos ver alguns filmes.

Ontem fomos ver o Mercenários 2. E juro que nunca chorei a rir num filme de porrada como ontem.

Como alguém comentou, é daqueles filmes que se pode ver duas vezes seguidas.

sábado, 18 de agosto de 2012

Quase a terminar

o descanso.

Amanhã regressamos a casa.

Vamos só os dois.

Recomeçar devagar as nossas rotinas.

Aproveitar algumas noites a dois.

As saudades vão ser mais que muitas. Mas vai saber bem a todos envolvidos. Pais, Filhos, Avós e Tia.

sexta-feira, 17 de agosto de 2012

Leituras

Aproveitei bem para ler enquanto estive na praia.

Os pequenos já brincam muito tempo sózinhos. Apenas temos que intervir quando as "fúrias" chegam.

Sem qualquer ordem de leitura:



Nora Roberts - O Vale do Silêncio (Trilogia do Círculo)



Nora Roberts - Marés Altas (A Saga da Baía de Chesapeake)


Nora Roberts - Porto de Abrigo (A Saga da Baía de Chesapeake)

Sara Rodi - D. Estefânia, um Trágico Amor

E. L. James - As cinquenta sombras de Grey

O guloso do mais velho

Adora estes bolinhos:



E na véspera de virmos embora perguntou assim:

"Mamã, não vais comprar daqueles bolinhos que eu gosto para dar à Avó e para eu depois comer?"

Ainda por cá andamos

de férias.

Os Papás a queimarem os últimos dias.

Os Filhotes ainda a meio. Vão ficar duas ou três semanas com os Avós.

segunda-feira, 6 de agosto de 2012

segunda-feira, 30 de julho de 2012

E ao fim de três dias de férias

O mais novo está com uma alergia enorme ao sol. Aquele corpinho é só babas. Esperemos que o Caladril faça efeito.

Como se não bastasse, a meio da tarde estava na palhaçada com o irmão e caiu de testa. Tem metade da testa com o triplo do tamanho e toda negra. Muito gelo e mimo.

No meio disto, fui com ele ao posto médico e a enfermeira chamou-o de campeão. Foi até casa aos pulos de contente a gritar "Eu sou um campeão! Eu sou um campeão!"

sexta-feira, 27 de julho de 2012

Último dia

De actividades no colégio.

Sei que estão felizes, mas muito cansados.

Ontem o mais novo até tinha olheiras ao fim do dia.

quinta-feira, 26 de julho de 2012

Tenho acordado

nos últimos dias com o mais novo na minha cama.

Por volta das sete ele aparece no quarto com os seus amiguinhos. Atira-os para a minha cara o meio da cama e salta para dentro dos lençóis.

Normalmente ainda me diz: "Mamã! Estou aqui!" e dá-me umas festinhas do braço ou deixa apenas a mão dele em cima da minha cara.

E não há melhor acordar que este.

Leituras

Terminei este e estou a começar a ficar fã do autor. Tenho que ir "assaltar" a biblioteca do meu sogro e ver que mais é que ele tem por lá.

Entretanto comprei o segundo livro da trilogia O Círculo - O Baile dos Deuses:


E já falta tão pouco para o terminar.

quarta-feira, 25 de julho de 2012

Felicidade

Se o nível de felicidade das crianças se medir pela sujidade que trazem agarrada na roupa e neles próprios, então posso dizer que os meus filhos são muito Felizes!

Haja muito sabão e detergente para lavá-los.

terça-feira, 24 de julho de 2012

Água mole

em pedra dura, tanto bate até que fura.

E hoje eu fui a água.

Gentinha que gosta tanto de contornar as regras...

Mais uma prenda

Hoje chegamos ao colégio e o mais velho tinha uma prenda para ele.

A sua-mais-que-tudo não pode ir à festinha, mas não se esqueceu de lhe trazer um miminho.

Ele ficou meio encabulado na hora do agradecimento. Ela aproveitou e deu-lhe uma abraço que nunca mais acabava.

segunda-feira, 23 de julho de 2012

E no domingo

Fomos ao cinema com um colega do F., ida essa há muito prometida, e no fim fomos almoçar ao McDonalds.

Da parte da tarde o H. foi andar de bicicleta enquanto o F. aprendia a andar de patins em linha (prenda dos Papás e Mano).

De regresso a casa, jogar e montar legos.

E num instante passou mais um fim-de-semana. Estamos desejosos que esta semana passe num instante. No próximo vamos de férias. Três semanas longe desta confusão do dia-a-dia.

Do dia de Aniversário

Acordamos cedo porque ainda fomos à piscina - último dia antes de irmos de férias.

De seguida fomos para a festa de anos com os amigos. Este ano foi com um coleguinha que também fez anos no sábado. Desportos radicais. E é engraçado descobrir que as meninas são bem mais destemidas que os rapazes e que quanto mais pequenino se é, menos medo se tem.

Da parte da tarde foi o lanche com a família. E com o que sobrou da festa dos mais novos, que foi dividido entre as duas famílias, acabei por fazer muito pouco para o lanche.

O jantar foi no local de eleição do F. com a família. E o dia terminou pelas 23 com o rapaz  muito Feliz.

Nem comento as prendas que teve. Os Avós só sabem dar dores de cabeça aos Pais, mas é mesmo para isso que eles servem.

sexta-feira, 20 de julho de 2012

E o que eu esperava, aconteceu

"Mamã! Quero uma prancha!"

Depois da aula de surf de ontem, em que recebeu o elogio de ter sido o melhor do grupo.

quinta-feira, 19 de julho de 2012

O mais velho

Hoje teve uma aula de surf de manhã.

E estou que não me aguento para saber como correu.

Mesmo correndo o risco de ele ter adorado e termos que mudar de praia nas férias.

Coelho e cenouras

O mais novo adora fruta e por isso não seria de estranhar que gostasse da cenoura crua.

Com o calor, tenho tendência de descascar umas cenouras, cortá-las aos palitos e juntar à salada.

E tenho que as esconder antes de irem para a mesa, caso contrário tenho um coelhinho igual a este a rondar-me na cozinha:

Das actividades no colégio*


Ontem ao fim do dia, a conversa do costume:

Eu - Então como foi o dia? Correu bem?
H.: Hoje fiz gelados! Amanhã vamos comer gelados! [workshop de culinária]
F.: Eu também quero gelado! Mano, dás-me amanhã?
H.: Não! [são muito amigos, mas às vezes têm umas travadinhas...]
F.: Então não te deixo jogar mais na nintendo!
H.: Hum... Ok! Deixo-te comer!
F.: Boa! Já podes jogar!

* ou "Como os meus filhos são interesseiros"

Procura-se

Por umas iguais a estas:


Recompensa: devolução de sandálias de praia.

Não me conformo com a pouca atenção que é dada aos pertences dos filhos. Sim, sei que há meninos que andam a saltar de casa em casa (pai-mãe). Mas o meu filho não tem culpa.

quarta-feira, 18 de julho de 2012

E não foi só a mim

que custou a passar o dia de ontem.

Parece que o mais novo também ficou afectado com o braço de ferro.

Passou mais de uma hora cabisbaixo e agarrado à perna da Educadora.

Ninguém me apanha

em casa depois do jantar.

Ando num entra e sai constante.

Ou porque vou fazer as minhas caminhadas.

Ou porque tenho que ir às compras.

Ou porque vou ajudar os outros.

E hoje, pela terceira noite desta semana, vou sair e apoiar mais uma iniciativa:

terça-feira, 17 de julho de 2012

Ainda mais difícil

Depois do almoço sentei-me 15 minutos numa esplanada para beber um café com uma amiga.

Voltei ao trabalho e, apesar do calor imenso que está na rua, não me apetece nada estar ao pé do ar condicionado.

Faltam menos de duas semanas para ir de férias.

E o quanto eu estou a precisar delas!

Dias longos

Hoje de manhã zanguei-me com o mais novo quando o deixei no colégio.

Mede muito as forças com os mais velhos (pais).

Quando é repreendido e queremos que olhe para nós, vira a cara e não quer. Chora que nem um perdido porque sabe que fez asneira, mas custa-lhe muito parar para nos ouvir.

Depois cai nele e vem feito cachorrinho arrependido agarrar-se às nossas pernas.

Falei com ele, disse-lhe porque estava zangada. Aceitei o pedido de desculpas dele. Demos o beijinho e o abracinho com um "até logo".

Mas parece que o até logo não há meio de chegar. E isto acontece sempre que nos chateamos de manhã.

Aproveitando que estão de "férias"

e deitam-se mais tarde.

O mais velho sempre foi de adormecer rápido.

O mais novo tem dias... e ontem pelas 22:30 ouvi um "Mamãããã!"

Beijinhos de boa noite e fui "tratar" da casa. Às 23 ainda estava acordado.

Hoje para acordar é que foi bonito... "Mamã, deixa-me dormir mais um bocadinho... Vá lá..."

segunda-feira, 16 de julho de 2012

Do fim de semana

Fim de semana com direito a almoço no McDonalds, compras, birras, uma sesta de 3 horas, antibiótico, castigos, cinema, zangas, momentos a dois, momentos a quatro.